segunda-feira, 4 de maio de 2009

JUSTIN YAP E O SELO TOP DECK RECORDS

Justin Yap, o Chinês-Jamaicano produtor e compositor, dono da Top Deck Records. Brilhante e visionário na música produzida junto com Skatalites e os maiores ícones instrumentistas da Jamaica na década de 60 em uma noite no Studio One em Novembro de 1964. Alguns dizem que foi a noite em que os maiores sucessos do Ska foram produzidos! Chinatown, Ghost Town, Marcus Junior, Ringo, Confucious, The Reburial, Yogi Man e Smiling. Maioria de composição de Don Drummond.

O selo Top Deck foi um dos selos mais importantes da Jamaica, fundado por Justin Yap, que gravou com Skatalites vários dos melhores momentos da banda e lançou grandiosas performances de outros grandes grupos em meados dos anos 60, era orgulhoso em ser um dos poucos selos que não pedia mudanças musicais ou artísticas em nenhum dos seus grandiosos músicos.

Yap sentia orgulho em dizer que; "Quando músicos trabalhavam para mim, eles não precisavam vir receber no outro dia. Eu nunca os paguei em cheque, sempre em dinheiro - em um envelope, o valor total combinado, nem um centavo a menos.". Yap nunca teve receio em pagar mais que outros produtores e selos que competiam entre si, e tinha nessa jogada, uma benevolência de ter várias takes extras de gravação. Essa visão, fez com que a natureza de gravação que a Top Deck financiou marcasse para sempre todas as épocas do Reggae.

Nascido Philip Yap em 1944, o Chines-Jamaicano cresceu em Kingston, cuidando de uma sorveteria e restaurante junto com sua família. Com o intuito de trazer mais freguesia e entreter o público adolescente, Yap (que depois mudou seu nome para Justin) e seu irmão Ivan (aka Jahu) fundaram o Top Deck Sound System.

Na sua fase de adolescência Yep compôs algumas músicas que dedicou a uma jovem que ele gostava, lançou alguns singles mas nenhum acabou dando sucesso ao jovem produtor. Com o passar do tempo, ele veio a trabalhar com músicos que se tornariam grandiosos em poucos anos na ilha, alguns deles como: Ephraim "Joe" Henry, Fitzroy "Larry" Marshal que lhe deu um single número 1 na Jamaica , a música "Promisse Is A Comfort For A Fool"de Larry Marshal.

Com o passar do tempo, o selo Top Deck já se estabelecia como um dos principais da ilha, lançando discos de grupos ocmo Angelic Brothers e School Boys. Oswald "Baba" Brooks, ofereceu ao produtor alguns instrumentais como: "Five O'Clock Whistle" e "Distant Drums" (adaptação de Arties Shaw, "Jungle Drums") se tornaram hits em 1963.

No ano seguinte, ele focou perfeitamente em um grupo talentoso chamado Skatalites, um grupo emergente de jazz, rhythm'n'blues, boogie-woogie, calypso, mento e desenvolvedores de um som novo chamado de Ska. Eles eram a banda residente do Studio One, do rival Clement "Coxsone" Dodd, mas um amigo em comum chamado Allan "Bim Bim"Scott, um dos assistente de Coxsone e amigo em comum de Yap, lhe disse que a banda não tinha um contrato ou acordo de exclusividade com o Studio One.

Em novembro de 1964, Yap contratou os serviços do grupo para uma sessão, pagando o dobro de seus outros contratantes costumavam oferecer. Justin Yap supervisionou e produziu uma maratona de 18 horas de gravação, que viria a ser um dos álbuns cruciais de Ska, chamado de Ska-Boo-Da-Ba, combinando composições originais dos Skatalites e algumas do próprio Yap, alguns instrumentais foram rearranjados como "Caravan" de Duke Ellington, que viria a ser intitulada como Ska-Ra-Van.

"Aquela foi uma sessão monstro e voltei com uma ótima gravação para mim. Uma sessão de uma noite, uma longa jam. Foi como uma festa!" Disse Yap ao expert em reggae Steve Barrow. Yap cortou algumas faixas extras com participação de diferentes instrumentos na frente (Roland Alphonso no saxofone tenor, Johnny "Dizzy" Moore no trompete e Don Drummond no trombone) e os Skatalites como banda de apoio para o performer e vocalista Jackie Opel de Barbados e também para B.B. "Bibby" Seaton And The Astronauts. Outras sessões como essas acontecerem também no Studio One e JBC (Jamaican Broadcasting Corporation) em 1965.

Em 1966, Yap migrou para os Estados Unidos devido a depressão social na Jamaica e levou consigo a maioria das fitas master. Ele se alocou em Nova York, se alistou no exército e foi para a Guerra do Vietnã, já no final dos anos 60 se envolveu com a industria dos computadores e também como motorista de táxi.

Já nos anos 90, vários discos que reverenciavam o Ska estavam sendo lançados, e se criou muito interesse no pioneirismo de Yap nos anos 60. O selo Westside começou um exaustivo programa de revitalização do material de Yap e um grupo de arquivistas compilaram 8 álbuns de gravações originais da Top Deck.

Justin Yap, voltou para a Jamaica em 1995 passando por operações no coração. Diagnosticado um cancêr, ele viajava constantemente para os EUA para tratamento. Seu último trabalho foi uma compilação remasterizada lançada em um box de 3 cd's.

Phillip Stanford "Justin" Yap, produtor e compositor, nascido em Kingston, Jamaica em 23 de Maio de 1944, casado (um filho, uma filha), morreu em Plainsboro, Nova Jersey em 23 Julho de 1999.
DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI NO SITE

DISQUS NO FYADUB | FYASHOP

O FYADUB | FYASHOP disponibiliza este espaço para comentários e discussões das publicações apresentadas neste espaço. Por favor respeite e siga o bom senso para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas... PS. DEUS ESTÁ VENDO!