Pesquisa no FYADUB | FYASHOP

sábado, 25 de julho de 2009

FREE DOWNLOAD - CAPITOL 1212 PRESENTS PROFISEE - THE CHRONICLES

Sobre o Capitol 1212 eu citei alguns dias atrás na matéria sobre o Big Toe's Hi Fi e o single que lançaram com Daddy Scotty e Donald D, agora tem uma mixtape monstro para free download produzida pelos caras.

Na verdade mixtape é o formato, porque o que está gravado é o disco do mc ao lado chamado Profisee chamado The Chronicles.

A galera do Capitol 1212 é de Edimburgo/ Escócia, e é um projeto formado por um duo, os dj's Fly-T e Dj Professa. O duo faz varias produções em diferentes estilos, hip hop, reggae, drum n bass, grime, dubstep e por ae vai. Da uma ouvida no myspace dos caras para conferir algumas produções que valem muito a pena, inclusive o single que foi lançado pelo selo do Big Toe's Hi Fi.

O mc Profisee é de UK e velho, tem um flow e vocal muito bom, lembra um pouco o estilo nervoso de KRS-One, mas com sotaque londrino. O melhor é deixar exposto que ainda tem muito mc bom na europa - isso nos subúrbios, onde moram os descendentes africanos, paquistaneses, orientais.. tendeu? Baixa a mix que vale a pena.

Capital 1212 Presents Profisee - The Chronicles
Download - clique aqui

sexta-feira, 24 de julho de 2009

25/7 - RAEL DA RIMA LANÇA SEU PRIMEIRO SINGLE NA FESTA DE 10 ANOS DO PORTAL BOCADA FORTE

25/07: Rael da Rima lança seu primeiro single na festa de 10 anos do portal Bocada Forte

Valor da entrada dá direito a CD com três versões da música “Trabalhador”


O show de lançamento do primeiro single de Rael da Rima marca os 10 anos do portal de hip-hop Bocada Forte, que vão ser comemorados no Tapas Club no dia 25 de julho. Na festa - que vai contar ainda com discotecagem dos DJs Kefing e Marco - o MC, músico e compositor integrante do Pentágono sobe ao palco acompanhado de seu violão e da banda formada por Muka Batera, Bruno Dupre (guitarra solo), Xandola (guitarra base) e Rafael da Costa (baixo). O show também terá participação de Paulo Emissário (um dos quatro MCs do Pentágono).


Aos 26, Rael está há 10 anos no Rap. Mas sua trajetória musical tem início bem antes disso. Com pai multi-instrumentista, mãe cantora (ambos, autodidatas) e influenciado por nomes como Djavan, Tim Maia, Caetano Veloso, Jorge Benjor, Bob Marley e Racionais MCs, ele aos poucos foi se embrenhando nesse caminho. Aos 11, teve o primeiro contato com sua vocação, fazendo cover dos Racionais. Aos 14, tocando maracatu com os surdos e tambores da fanfarra da escola onde cursou o ensino fundamental. Aos 16, começou a compor. Aos 22, motivado pelo primo a tocar violão, suas composições ganharam um tom ainda mais autoral - nascidas da inspiração melódica antes mesmo da rima (o apelido que virou alcunha está lado-a-lado com a melodia, como ele mesmo costuma afirmar).


Um bom exemplo da marca autoral de Rael está já naquela que foi sua primeira composição melódica, “Vejo depois” (2005), presente no documentário que integra o projeto “Global Lives”, do norte-americano David Evan Harris. Rael é uma das dez pessoas que, vivendo em diferentes lugares do mundo em circunstâncias de adversidades, tem a rotina “filmada” durante 24 horas pelo projeto (um trailer do documentário está disponível no link mencionado ao final do release).


Natural do bairro de Iporanga (zona Sul de São Paulo), Rael da Rima tem no currículo dois discos lançados com o Pentágono, participações em trabalhos de alguns dos expoentes mais proeminentes do rap nacional (Sombra, Kamau, Emicida e Slim Rimografia, entre outros) e, em especial, o convite para integrar o seleto hallde artistas que estiveram no programa “Som Brasil – Homenagem a Vinícius de Moraes”, exibido pela Rede Globo em 2007, fazendo releituras de clássicos do “Poetinha”. Rael cantou e rimou ao lado dos cantores/MCs Terra Preta e Criolo Doido, acompanhados pelo violão de Marcel Baden Powell. O trio foi o único dos artistas convidados a criar novos versos às composições do autor de “Canto de Ossanha” (letra de Vinicius e Toquinho; composição de Baden Powell), uma das três músicas interpretadas por Rael/Criolo/Terra Preta no especial ao lado de “Samba da bênção” e “O morro não tem vez”.


Em tempo: o álbum cheio de Rael da Rima está previsto para ser lançado até o fim deste ano (2009).


SOBRE O SINGLE “Trabalhador”


“Trabalhador” é uma mistura de rap e reggae que aborda o universo de quem, vivendo na cidade-grande, trabalha muito e acaba desfrutando quase nada da vida. “Quem não pega busão lotado ou trânsito? Quem não tá de frente com um patrão chato, com dinheiro que acaba, conta pra pagar?”, se pergunta Rael ao comentar a letra do singleque estará registrado em três versões no “CD-prêmio” do Bocada Forte: à capella, versão rádio e versão dub.


LINKS:

www.myspace.com/raeldarima

www.bocadaforte.com.br

http://www.youtube.com/watch?v=vyifLSMKlUY

(vídeo comemorativo dos 8 anos do portal Bocada Forte)

www.globallives.org (Global Lives Project)

http://www.youtube.com/watch?v=W0TJ0dADmQ8 (Rael, Terra Preta e Criolo interpretam “Canto de Ossanha” na homenagem a Vinicius de Moraes)

www.tapasclub.com.br



Sábado, 25 de julho, a partir das 22h30 - Rael da Rima lança o single “Trabalhador” na festa de 10 anos do portal de hip-hop Bocada Forte (discotecagem dos DJs Keffing e Marco)

Local: Tapas Club

Endereço: Rua Augusta, 1246

Telefone: (11) 2574-1444

Preço: R$ 10,00 - com nome na lista, R$ 5. Ambos os preços dão direito ao CD com as três versões do single“Trabalhador”.

E-mail para inclusão de nome na lista: diko@bocadaforte.com.br


24/07 - PALESTRA REVOLTA DOS MALÊS - MATILHA CULTURAL

Está em cima da hora, mas tudo bem, quem puder repassem a possíveis interessados.

A palavra Malê vem de imalê, que em yoruba quer dizer islâmico. A revolta dos malês é uma parte importante da história dos africanos no Brasil, tão importante aliás, que acabou sendo apagada sistematicamente dos nossos livros de história. No entanto a presença desse movimento persiste até hoje como a contribuição na palavra Oxalá (que provém de Allah), a vestimenta branca de sexta-feira facilmente vista entre os bahianos e etc.

Esses são apenas pequenos indícios do movimento promovido por negros islamicos em 1835 que resultou em uma revolta por igualdade e, principalmente, promoveu uma união entre diversas etnias e religiões africanas por um objetivo comum... essa palestra é parte do esforço da Matilha para clarear uma parte da história do Brasil que não é contada ... talvez porque fala de temas que ainda estão muito vivos.

PALESTRA COM "DONA" ILMA SOBRE A REVOLTA DOS MALÊS sexta, dia 24/07 às 15hs 60 vagas gratuitas. confirme presença por e-mail. Matilha Cultural R. Rego Freitas 542 fone: +55 11 3256.2636 (em frente a igreja da consolação) www.matilhacultural.com.br

domingo, 12 de julho de 2009

BIG TOE'S HI FI

Quem pensa que da Escócia só tem Mungos Hi Fi está enganado, existe mais. E o "rival" de Mungos Hi Fi é o Big Toe's Hi Fi, direto de Edimburgo/ Escócia. O Big Toe's Hi Fi ano passado lançou ótimos singles pelo seu selo, mas antes de comentar as músicas, bom falar um pouco do sound. Big Toe's é formado por John Farrugia aka Barba Poppa Choppa, e fundou o sound quando foi estudar na Escola de Arte de Edimburgo em 2005. Como escultor, um dos primeiro projetos de John foi construir um sound system nos moldes tradicionais, se juntou com o produtor Colvin Cruickshank aka C-Biscuit e formou uma crew com mentes ligadas no mesmo intuito musical, entraram para a crew Mc Splifka, Jockass e B-Dawg. Big Toe's se fez versátil, toca dub, dancehall, hip hop, jungle, grime e todos os generos do reggae que embalam as sessões a noite mixadas a pluridade cultural dos convidados e do público.


Com o passar do tempo, mais e mais músicos vieram participar da crew do Big Toe's; mc's como Ista, George Prophet, , Pappa Zebbi, Pappa Lucca, Daddy Scotty (voltamos a falar desse cara) e sua filha linda e gostosa Natalie regularmente comparecem nas festas para mandar um big up no microfone em cima das versões. Big Toe's tem uma particularidade, são obsessivos por diversão e são muito engraçados e originais, são desprovidos de um rótulo e uma vertente apenas.

No ano de 2008 Big Toe's lançou alguns singles compactos, e vou dizer, estão no "toppa a top" de tudo que recebi nesse último ano, e olha que foi muuiiita coisa. Dos singles que recebi, alguns eu já coloquei no meu case e não saio de casa pra tocar sem eles. O que eu mais gostei foi a música "Shoot The Dub Maffi" (coincidência pouco tempo depois o Mungos Hi Fi e o Disrupt lançarem um selo com o nome Maffi?), mas bem a música é um digital lembrando muito as produções de selos como Penthouse, Digital B, Black Scorpio e Jammy's. O riddim produzido é uma versão do Here I Come/Black Roses Riddim do Barrington Levy e Dennis Brown, o mais legal do riddim é a marcação do teclado, sequinho sem delay. Do lado b do compacto tem a música "Champion Sound", um dubplate por Daddy Scotty que da um apavoro no Mungos quando diz "Mungo's Hi Fi so weh a play, just keep quiet/ Alright, when Big Toe's play Mungo's just keep silent alright/ No dibby dibby sound can't test weh/ Mungo's sound can't come test weh/ We a di champion in town..." [Mungo's Hi Fi quando a gente tocar, apenas fiquem quietos/ Certo, quando Big Toe's tocar Mungos apenas fiquem em silencio certo/ Nenhum som velho pode com a gente/ Mungo's Sound não chega a testar a gente].

O segundo destaque é a música "Every Body Like A Robot" de Daddy Scotty, a música é um rub a dub digital, a base principal é do riddim Murderer/Hot Milk também do Barrington Levy com o sampler dos metais do riddim Stalag, bem a música é um killer tune e não da pra ficar parado, o mais legal das músicas do Big Toe's é que não são lá muito carregadas de efeitos, tudo é na medida, desde os riddims aos vocais que não gritam e não embolam o coreto. Outra ótima é o hip hop reggae "Where Im At", vocais de Daddy Scotty e Donald D lembrando muito os sons que mesclavam reggae e hip hop do início da década de 90. Esse segundo single comentado foi lançado em parceria com o projeto Capitol 1212 que faz produções de Hip Hop, Break e Fat Beats no estilo Zulu Nation.

Bom, como tinha dito tá na hora de falar um pouco do mc principal do Big Toe's, o Daddy Scotty. Olha, o cara é bom, rub a dub é a praia dele e tem flow e letra pra agitar por varias horas um sound system. Além do Big Toe's Hi Fi ele tem um outro trabalho com sua filha já citada Natalie e outro músico chamado Delroy "Delano" William, chamado Project Bonafide que mescla reggae, r&b e alguns beats de hip hop, bem interessante alias. Daddy Scotty ainda faz trabalhos também com outras sounds gravando dubplates e participando de sound systems. Abaixo alguns vídeos bem interessantes do Big Toe's!!!

FREE DOWNLOAD - DISRUPT & MUNGOS HI FI LIVE SET


O básico para começar, um live set com 3 horas e 16 minutos de duração, um sound system monstro e um dos melhores produtores da musica digital atual juntos. Isso é o tamanho que Mungos Hi Fi e Disrupt adquiriram nesses últimos anos.

Agradar com uma mix de 80 minutos já da trabalho para selecionar um material que agrade ouvir do início ao fim, agora imagine um set gravado com mais de 3 horas?!

Você precisa de material, e um ótimo material para agradar a todos da festa, não "encher linguiça", e fazer com que você no seu Ipod escute essas 3 horas e tralalá de música.

Essa mix conta com a participação de Disrupt [Jahtari], um alemão doidão viciado em dub, dubstep e umas produções bem feitas com batidas e sonoridades próprias, esse cara com certeza em pouquissímo tempo vai estar muito, mas muito falado mundialmente. Com Mungos Hi Fi recentemente lançou dois singles com o selo Maffi.

Mungo's Hi Fi já dispensa comentários da nossa parte, hoje com certeza é uma das maiores sound systems do mundo e espero que não pirem tanto nas produções, o que me parece que aconteceu com os últimos singles que sairam pela variavel do selo Scotch Bonnet, o Scrub A Dub, salva ai a música Haffi Rock, mas o restante já não é tão bom quanto os singles lançados anteriormente.

A mix conta com a participação ao vivo de 3 mc's, a inglesinha Soom T junto com Disrupt quebra tudo, a mina realmente é uma das grandes vozes femininas de UK no microfone, tem vários flows e ótimas tiradas na rima, divertida e com pitadas politicas. Outro é mc Daddy Scotty integrando do sound system "rival" do Mungos, Big Toes Hi Fi e tem um projeto paralelo chamado Project Bonafide, o terceiro e último é um mc novo chamado Zeb Macqueen aka Pappa Zebbi, bem esse último ainda não tenho lá muita info, mas em breve posto novas por aqui.

Bem, aproveitem o live set, porque eu ouvi inteirinho e vou dizer, é ótimo.

Disrupt & Mungos Hi Fi feat. Soom T, Daddy Scotty & Pappa Zebbi.
Live Set @ Artschool - 24 outubro 2008 - Download - clique aqui

22/7 - RE.BOARD _ LANÇAMENTO EXPO + DOCUMENTÁRIO

Documentário relacionado a arte gráfica nos shapes de madeira produzidos no brasil, colocando o foco na visão dos artistas e de alguns colecionadores. Mas sempre se lembre, quebrar a madeira é legal também!

Documentary related to the graphics for skateboard wood decks produced in brazil taking the focus mainly on art by the view of the artists and some collectors. but always remember broken wood is cool too!

RE:board no Cinema da Matilha
de 25/07 a 26/08
quartas as 19h e sabados as 18h
sessões extras divulgadas no site
Lingua Original: Português
Tempo: 58min

R. Rego Freitas 542 - Centro
dia 05 de maio das 16 às 20:30hs
__ rua em frente ao Igreja da Consolação




terça-feira, 7 de julho de 2009

RANKING TOYAN - HOW TO WEST WON

No inicio dos anos 80, Ranking Toyan, que depois de um tempo encurtou o nome e se autodenominou apenas Toyan, gravou com alguns dos produtores mais bambas jamaicanos do dub como, Henry “Junjo” Lawes, Scientist e JAH Thomas. Toyan passou a maior parte de sua carreira gravando no Channel One com a banda Nº 1 da Jamaica, Roots Radics que trabalhava como banda de apoio para Toyan.

Embora seu sucesso não tenho acontecido até os anos 80, ele que já tinha sua carreira em meados dos anos 70, quando começou a cantar nos principais sound system de Kingston e fazer parte da crew do Volcano Sound System de Junjo Lawes.

Em 1978, ele produziu independente 2 singles, “Disco Pants” e “Nah Kill Nuh Man”, ambos lançados em compacto 7 polegadas pelo selo Roots Tradition. Em 1981, com a ajuda dos produtores Ernest Hookim e Scientist, Toyan lançou seu primeiro álbum solo, sua obra prima “How The West Was Won”. Esse disco contou com uma ficha técnica só com os melhores do ramo; lançado pelo selo Greensleeves, produzido por Henry “Junjo” Lawes, Roods Radics como banda de apoio, gravado no Channel One Studio e mixado por Scientist no estúdio do King Tubby.

Em 1982, novamente com Lawes e Scientist lançaram outro ótimo álbum o “Spar With Me”, e continuou ocupado no estúdio, com vários discos lançados em 1983; 2 álbuns com produção do JAH Thomas – “Guetto Man Skank” e “Murder”, este último com participação de Tipper Lee e Johnny Slaughter; 2 álbuns com Lawes – “Every Posse Want Me” e “DJ Clash” com participação do produtor Delroy Wright, o último Nocodemus; e mais um álbum com Tony Robinson e a banda Roots Radics, o álbum “Nice Time”.

Fora tudo isso que Toyan produziu ainda sobrou tempo para produzir singles em parceria com artistas como; Badoo/ Rocking Of The 5000, Mighty Diamonds/ Pretty Woman, Freddie McGregor/ Roots Man Skank, Michael Prophet/ Gunman dentre varias outra combinações e versões. Depois desse ano de inúmeros lançamentos, Toyan ficou consideravelmente calado, chegando no ano trágico de 1991 quando ele foi brutalmente assassinado.

Abaixo um dos tunes mais cabuloso do Toyan; How To West Won sobre o riddim Gunman, música original do Michael Prophet e a segunda é Spar Wid Me, sobre o riddim Worries In The Dance de Frankie Paul.

FYASHOP - Solicite catálogo completo pelo e mail; fyadub@yahoo.com.br
Ranking Toyan - How To West Won - JAH Guidance - Gunman Riddim - 25,00
Ranking Toyan - Spar With Me - Volcano - Worries In The Dance Riddim - 25,00

sábado, 4 de julho de 2009

FYASHOP :: JAH GUIDANCE RIDDIM MIX

Chegaram novos títulos no catálogo do FYASHOP, abaixo alguns 7" para ouvir na integra, muitos títulos do selo JAH Guidance, riddims clássicos como Cuss Cuss, Ganja Farmer, His Imperial Majestic estão inclusos. Artistas como Yellowman, Billie Boyo, Buju Banton, Barrington Levy, Hopeton Lindo, Barry Brown, Max Romeo, Loui Culture, Kiprich, Frankie Paul, Ranking Joe e muitos outros artistas, títulos e riddims.

Solicite o catálogo completo enviando e mail para fyadub@yahoo.com.br. Muito em breve novas resenhas sobre os discos a venda no FYASHOP. Blessed Luv.



THREE BLIND MICE RIDDIM


Little John - Slim Thing - JAH Guidance - 25,00
Yellowman - Who Can Make Dance Ram - JAH Guidance - 25,00
Tony Tuff - Come Fi Mash It - JAH Guidance - 25,00

POLICE IN HELICOPTER RIDDIM


John Holt - Police In Helicopter - JAH Guidance - 25,00
John Holt - Youths Pon Di Corner - JAH Guidance - 25,00

GUNMAN RIDDIM



Michael Prophet - Gunman - JAH Guidance - 25,00
Ranking Toyan - How To West Won - JAH Guidance - 25,00
Yellowman - Duppy Or Gunman - JAH Guidance - 25,00

Solicite o catálogo completo enviando e mail para fyadub@yahoo.com.br.
Obs. Não fazemos reservas. Primeiro que chega, é o primeiro a ser servido.

Pagamento e Envio.
* Envio somente via PAC ou SEDEX, em até 3 dias úteis após o pagamento.
* Pagamento em depósito no Banco do Brasil ou via Cartão de Crédito via Paypal.

* Envie no e mail junto com o título dos discos que você deseja o seu endereço com cep e nome completo.

* Após enviar os dados com cep, lhe passamos o valor do frete.

* Prazo para pagamento são 48hs.


sexta-feira, 3 de julho de 2009

04/7 - BARAÚNA @ IDCH C/ RAS E IVAN PADOVANI

04/7
BARAÚNA @ IDCH
C/RAS (FYADUB) E DJ IVAN PADOVANI

IDCH - Rua Clodomiro Amazonas, 660
15,00H - 10,00M c/ nome na lista enviando e mail para idch@idch.art.br

Venda de Cd's e Mixtapes a partir de 5,00 reais.

Aceita Cartões Visa e Mastercad

DISQUS NO FYADUB | FYASHOP

O FYADUB | FYASHOP disponibiliza este espaço para comentários e discussões das publicações apresentadas neste espaço. Por favor respeite e siga o bom senso para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas... PS. DEUS ESTÁ VENDO!