Pesquisa no FYADUB | FYASHOP

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A TRIBE CALLED QUEST - THE LOW END THEORY 20 ANOS


Eu me lembro de ouvir algumas coisas ótimas no final dos 80 de Hip Hop como Kool Moe Dee, Kurtis Blow, Boogie Down Productions, Biz Markie, Busy Bee, Erik B & Rakim, Beastie Boys, Run DMC, Afrika Bambaata e outras coisas muito interessantes de meados dos 80 que chegavam na nossa minha mão. Mas o amadurecimento musical realmente veio a partir dos 90 adquirindo e ouvindo discos de grupos como Public Enemy, Organized Confusion, Black Sheep, De La Soul, N.W.A., Jungle Brothers, e várias outras coisas ótimas, mas vou dizer o que originou todo esse gosto refinado no Hip Hop seria esse álbum do A Tribe Called Quest que seria um divisor de águas em produções de estúdio de discos de Hip Hop levando diversos grupos, até mesmo alguns citados acima a um outro patamar na utilização de samplers e influências - principalmente de Jazz com Digable Planets, Us3, num futuro próximo o projeto Jazzmatazz de Guru (RIP) e o próprio Gangstar junto do DJ Premier, Mc Solaar (frança) e diversos outros grupos.

O disco pulou as fronteiras das gravadoras que estavam na mesmice dos beats e vocalidades parecidas, tanto que o álbum - muito bem sucedido;  "People's Instinctive Travels and the Paths of Rhythm" (1990) ficou para trás e "The Low End Theory" fazendo uma fusão única para a época de Hip Hop e Jazz. A produção não é tão complexa, mas sim de extremo bom gosto e samplers escolhidos a dedo, basicamente com bateria e baixo e poucos e programação própria que para a época é melhor que muito operador de mpc de hoje. 

A partir desse álbum o grupo deixou de ser um quarteto para se tornar um trio, com a saída de Jarobi White, ficou Q-Tip, Phife Dawg e o dj/produtor Ali Shaheed Muhammad. A partir Phife realmente surpreendeu tendo uma participação muito maior nas letras e fluência que o álbum desenvolve nas 14 músicas. Com certeza Q-Tip não teria a notoriedade como mc se não fosse Phife Dawg - que só por curiosidade ficou sabendo um mês depois do lançamento do álbum que era diabético. Particularmente eu prefiro os dois (Q-Tip e Phife Dawg) no ATCQ do que em carreiras solo, mas do gruo o que menos foi comentado foi o dj/produtor Ali Shaheed que realmente surpreendeu e consolidou seu trabalho como produtor na produção de outros grupos de Hip Hop no decorrer dos anos 90.

The Low End Theory moldou o Hip Hop alternativo dos anos 90, musicalmente, culturalmente e traçou a história do que seriam discos bem produzidos e discos relativamente medianos da época dando também uma outra perspectiva do afrocentrismo dos grupos de Hip Hop com participações de Leaders Of The New School do praticamente adolescente Busta Rhymes, Lord Jammar e Sadat X do Brand Nubian. 

O disco é realmente um dos mais consistentes já gravados na história do Hip Hop com uma estrutura instrumental de gente grande, letras inteligentes, nuances entre uma música dando continuidade em todas as canções onde você pode ouvir ele da primeira até a última faixa que você realmente não vai enjoar, a continuidade do álbum é crucial, com certeza é dos poucos do Hip Hop que conseguiram fazer isso.

DISQUS NO FYADUB | FYASHOP

O FYADUB | FYASHOP disponibiliza este espaço para comentários e discussões das publicações apresentadas neste espaço. Por favor respeite e siga o bom senso para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas... PS. DEUS ESTÁ VENDO!