FYASHOP - BLACK NOVEMBER (((ATÉ R$ 200,00 DE DESCONTO)))

FYASHOP - BLACK NOVEMBER (((ATÉ R$ 200,00 DE DESCONTO)))
Descontos progressivos na loja de até R$ 200,00.

domingo, 23 de agosto de 2015

SIR LLOYD COXSONE :: COXSONE SOUND SYSTEM

Puppetmaster Poppa Festus na equalização dos equipamentos com Blackie e Lloydie observando.


"Sounds called Coxsone is the first. Sounds that control the universe and quench your musical thirsts..."
"O sound chamado Coxsone é o primeiro. Sounds que controlam o universo e saciaam a sua sede musicail ..."
I Roy: "Affari Coxsone '


"People say Coxsone sound is finished now... but we are the professor. We maintain a standard since ‘69 straight to this time and we are still here."
"As pessoas dizem que Coxsone Sound está acabado agora ... mas nós somos o professores. Mantemos um padrão desde '69 direto para este tempoe ainda estamos aqui."

Sir Coxsone (Lloyd)

Por trás da combinação de equipamentos superlativos, uma biblioteca rara de música, a capacidade criativa para "apresentar" a música reggae, do trabalho em equipe que garantiu com que Coxsone tenha mais de uma década, sendo o sound contra o qual todos os outros foram comparados com seu fundador, Lloyd Coxsone. 

Um homem alto e magro, cujas características angulares são emolduradas por uma coroa de dreadlocks, Coxsone é uma figura articulada e representante franco da fraternidade dos sistemas de som no Reino Unido. Vindo de Morant Bay, local da maior rebelião pós-escravidão liderada por Paul Bogle, Lloyd chegou à Inglaterra em 1962. Além de um trecho de seis meses em British Rail e algumas curtas estadas a mercê do prazer de Sua Majestade, os últimos 18 anos foram gastos trabalhando nessa rede subterrânea de blues, festas e sistemas de som. Desde sua chegada Coxsone tem sido residente de South West London; o que muitas vezes chega uma surpresa para todos, especialmente aspirantes a soundman, de que Lloyd vive em uma residência não muito longe de u mercado, no quarto andar de um prédio de tijolo vermelho em Wandsworth. Afluência e som raramente andam juntos, e embora ele diga que "é um bom negócio", também vai admitir que "é uma vida dura, e incerta... Hoje no topo, amanhã na lona. Estivemos no topo e na lona muitas vezes, mas nós temos a experiência.”. 

É uma experiência que Coxsone compartilha com os sounds mais novos, como sound novato Young Lion, jovens que aparecem em sua porta para raciocinar ou procurar a sua assistência. Os desastres do passado tornam-se sabedoria no futuro e Coxsone balança a cabeça quando ele relembra como seu primeiro sistema Lloyd the Matador (Lloyd o Matador) explodiu devido ter entrado água no pré amp. Ser jovem e irresponsável, viver o momento e não lidar com uma reserva de dinheiro e contas bancárias, para Coxsone restava outra opção senão voltar para tocar com o próximo sound, como ele havia feito originalmente com Barry Pierocket, mesmo que relutantemente, tendo de aceitar uma oferta do Duke Reid no Reino Unido. 

Com Coxsone nos controles, Reid controlava o sul do rio Tâmisa e fez varias incursões nos locais de outros sounds ao norte do rio. A competição foi acirrada, com uma tendência para a rivalidade de se espalhar para festas. Mas foi na rua Carnaby que os Roaring Twenties se tornaram notórios, esse foi o local de excelência dos anos 50s e 60s ​​até a década de 70, e a residência dos Twenties era a ambição de Coxsone. 

Com a formação do sound system Sir Coxsone em 1969, com base em uma equipe nascida da de Duke Reid, foi quando a ambição logo foi cumprida. Foi essa equipe que o homem chamado I Roy foi celebrar em seu “Coxsone Affair” e “Lloyd Coxsone Time”, e é o trabalho em equipe que é à base do sound de Coxsone agora. 

"Para fazer um bom sound no Reino Unido é preciso o trabalho em equipe ... uma jovem equipe que é ambiciosa, grava loucamente e têm ideias novas, Se eu ficar velho dentro de minhas ideias há muitos jovens que chegam com sugestões. Ao construir uma equipe você está construindo o seu som por um longo prazo. No meu tempo na Inglaterra eu tenho visto um monte de bons sounds morrerem porque eles não construíram uma equipa para promover o trabalho do sound. O trabalho em equipe e esforço é crucial possa viver sem o seu nome." 

Por seu esforço Lloyd Coxsone pode gabar-se de uma seleção inigualável de música, que seu som foi o primeiro sistema do Reino Unido para tocar dub, foi o seu sound que definiu o ritmo, os equipamentos e o pioneiro no uso de eco, reverb, equalizadores, e também na preparação do caminho para um sistema de som, como o de Shaka para levar o som para uma nova dimensão, criando atmosfera de peso, rítmica e efeitos. Seu sistema de som já percorreu um longo caminho desde os dias de Lloyd the Matador. Quando perguntou sobre um homem que trabalhava com eletrônicos chamado Fred para lhe construir um amplificador de 600 watts, Coxsone foi recebido com:. "Você deve estar louco. Você sabe quanta energia é preciso para um cinema? Dez watts!". 

Os últimos 15 anos viram uma mudança de um extremo ao outro, e os amplificadores em evidência em qualquer sound system são testemunho da fixação corrente com potência ao invés, o que Coxsone sente, de uma capacidade de selecionar e apresentar a música. 

"As pessoas não podem dançar a potência. Se um homem vem a mim e ele lida com o sound, ele quase sempre lida com potência. Ouça, se você colocar peso demais, você perde qualidade, e um homem deve ser capaz de ouvir o seu vocal tocando. Muitos sounds neste país estão funcionando com menos peso, mas eu não vejo como é som roots do baixo do bulldozer (pre amp) como um bom som. Estou mais interessado em qualidade e variedade de música.” 

SIR COXSONE HI-Fl –TECHNICAL INFO
AMPLIFIERS: five pieces of 600 watts
(valve) – weight; four pieces of 600
watts (transistor) – treble. Use
depends on size of venue: Brixton
Town Hall determines three pieces of
valve and one piece of transistor.

Pre amp with built in equaliser to
cover weight, treble, midrange.

HH Echo Unit.

Special percussion box.

SPEAKERS: on average play 19-20 bass speakers ("other sounds play around 50 and still don’t sound good," says Lloyd Coxsone.)

Many different horns in treble
section and small speakers.

Several thousand yards of cable.

Seven ton truck and transit van.



Diferentes atitudes filosóficas resultam em diferentes abordagens. Aqueles que testemunharam Shaka e Coxsone tocando vão saber que, Shaka utiliza frequências distorcidas, muitos efeitos, e usa peso físico (nota do tradutor; peso físico = construção do sistema de som). Já Coxsone irá operar um pré amp, com menos distorção e efeitos, e manter a nitidez e clareza, uma espécie de "round beat" e, inicialmente, deixar a música fazer o trabalho, antes Poppa Festus - o operador do sistema de som - Coxsone Hi-Fi coloca a pressão, injeta tensão no ritmo e constrói o clímax cortando (frequências) nos dubs. 

Tocar reggae e fazer uma apresentação de reggae (um show) são duas coisas diferentes, e para Coxsone tocar em um sound significa mais do que ter os steppers militantes que estão a frente do chamado warrior rhythms (nota do tradutor: steppers como os tocados por Jah Shaka). 

“Em nosso sound, pensamos no público o tempo todo. Eu devo selecionar a música para o público dançar, que é o nosso trabalho. Eles estão nos pagando isso. Se eu, Lloyd Coxsone estou tocadando um disco, eu gosto de ter a maioria do público dançando. Eu não tenho outra desculpa além de fazer as pessoas se divertirem, e eu não posso fazer isso se eu não estou apto para fazer o meu trabalho.”

Sir Lloyd Coxsone
"Nós temos que usar nossos cérebros. Você simplesmente não pode lançar um disco no toca discos, ele tem que ser selecionado. Cada ritmo que vem depois de um próximo tem que ser direcionado de modo que se você tocar uma música, com certo argumento que você deve encontrar outra com um argumento próximo para coincidir com a primeira.” 

Raciocínios e observações sobre o som do Lloyd Coxsone são incisivos e reveladores, e ele é justificadamente orgulhoso que "nenhum outro som tenha conseguido o que Coxsone tem feito reggae no Reino Unido". No entanto, ele está ciente de que eles ainda precisam de disciplina para manter este padrão. Depois de um soundclash decepcionante com o sound system Ray Symbolic, o estilo dancehall de Coxsone se acentuou, e vendo a atual equipe com Festus, Blacka, Harlesden, Frankie, Napthali, Bike e Country (aka Levi Roots) entrar em ação é uma aula de coletividade. 

Coxsone Sound é o atual titular do cobiçado e polêmico Black Star Liner Cup. Coxsone ainda é pragmático sobre a posição atual de seu sound, e sabe que não há espaço para relaxar na cena sound system do Reino Unid, competindo com outros como Shaka, FrontLine, Stereograph, Jungle Man, Quaker City, Tubbys e o restante injetando dinamismo e ideias no negócio do sound systems. “Como diz o ditado ‘‘vassoura nova limpa bem, vassoura velha sabe qual canto é melhor.”
DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI NO SITE

DISQUS NO FYADUB | FYASHOP

O FYADUB | FYASHOP disponibiliza este espaço para comentários e discussões das publicações apresentadas neste espaço. Por favor respeite e siga o bom senso para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas... PS. DEUS ESTÁ VENDO!