quarta-feira, 12 de outubro de 2016

CAPLETON - KING SHANGO @ FYASHOP



COMPRAR CAPLETON - PROPHECY @ FYASHOP
Um homem sábio disse uma vez que um profeta nunca é honrado em seu próprio país. E assim tem sido com Capleton. Enquanto o DJ veterano trabalha há muito tempo, suas palavras lhe rendeu o título de "O Profeta". O respeito e a honra que deve ser seu por direito, por ter sido definido pelo tempo para chegar. Toda vez que você tentar elevar a justiça e a elevação para o povo, então você irá buscar uma luta, diz o artista mais quente na fraternidade do reggae em todo o mundo. 

"Bob Marley veio e eles lutaram contra ele. Mas quando Bob Marley morreu, que eles começaram a apoiá-lo. Já ciente disso, eu tenho conhecimento. Então eu sei que quanto mais eles lutam, é quando eu vou ficar mais forte".

Em um mundo em rápida mutação no reggae dancehall, fama e sucesso são difíceis de obter e fácil de perder. Os fãs podem ser inconstantes, e as tendências mudam num piscar de olhos, deixando a maioria dos artistas com lacunas na carreira dolorosamente curta. Apenas alguns raros podem permanecer relevante de ano para ano, prendendo a atenção do seu público e deixando-os chorar por mais. Suas letras são profundas, precisas e pensativas. Seus shows são nada menos que dinâmicas performances explosivas. Mas seu poder de permanência notável e longevidade pode ser a maior dádiva de Capleton.

COMPRAR CAPLETON @ FYASHOP
 
Nascido Clifton George Bailey III em 13 de abril de 1967, na área rural de Santa Maria (Saint Mary), Capleton ganhou seu nome artístico de amigos que estavam impressionados, com suas habilidades de raciocínio afiadas que lhe deram o nome após o mais famoso advogado na cidade. A partir de uma tenra idade, viajando ele se tornou um amante dos sistemas de som, esgueirando-se à noite para pegar as vibrações até o amanhecer. Mas só depois dos 18 anos que ele se mudou para Kingston, e se tornou capaz de realizar o seu destino.
 
Foi Stewart Brown, proprietário de um sistema de som com sede em Toronto chamado African Star , que deu ao artista novato sua primeira chance, levando ele para o Canadá para um show no palco ao lado de gigantes, como Ninjaman e Flourgon. O público deu o seu apreço, e ele nunca olhou para trás. Quando Capleton estourou a primeira vez em cena foi no final de 1980, o dancehall era um lugar muito diferente do que é hoje. Negligência e o guntalk estavam na ordem do dia. Este novato promissor brilhante anunciou sua chegada com uma série de canções de sucesso de "Bumbo Red", "Number One on the Look Good Chart" e "Lotion Man." Tudo o que ele tocou atingiu as paradas de sucessos, e o jovem artista com o vocabulário ágil e voz incondicional rapidamente se estabeleceu como um dos dancehall hitmakers mais confiáveis. Mas nem mesmo ele, não poderia ter previsto que onze anos depois, no início do novo milênio, que ele seria a voz dominante do dancehall.

"Penso que as pessoas devem me ver e dizer que realmente mereço, devido a todos os anos que me colocam nesse lugar", diz Capleton; "e nós nunca realmente nos curvamos e ainda temos fé. Nós nos levantamos para que a palavra seja dita. Sim, e nós realmente trabalhamos para isso. E dizem que através de nossas obras, seja uma forma de conseguir o nosso pagamento. As pessoas devem ver a quantidade de luta, e me encarar com toda a pilha de acusação. E eu nunca vou desistir."

Quando ele lançou a música "Alms House" em 1992, Capleton se estabeleceu como mais do que um artista, mas como uma luz da justiça através da música. "Unidos venceremos, divididos cairemos", ele cantou para seus fãs e companheiros do dancehall. "Muitos deles não vai saber, até eles mesmos se voltarem contra a parede." Alguns anos depois, ele voltou com outro antídoto para o confronto e rivalidade, que tomou conta do negócio  no dancehall. “Music is a mission,” (A música é uma missão) ele lembrou aos seus colegas artistas, "não é uma competição. Alguns homens usam a música para causar confusão." O caminho desse Profeta do dancehall foi claramente estabelecida em 1994 com uma série de canções que declararam sua nova fé no Rastafari. "Eu e Eu e visto com a luz, e venho dizer realmente, você sabe, Rasta é real", lembra ele. "Fundador do mundo, porque Rasta veio definir a tendência. Você entende. Rasta é a vida."
As primeiras palavras de seu mega-hit "Dis The Trinity" deixou claro que o DJ tinha experimentado algum tipo de revelação. "Certa vez eu estava perdido, mas agora, eu me encontrei", afirmou, "Selassie I vive o tempo todo." Capleton tornou-se um forte defensor do ensino do herói nacional jamaicano, Marcus Mosiah Garvey, fundador da Universal Negro Improvement Association, e defensor da repatriação negra universal. "A Babilônia nos recompensou ​​com ódio por nosso amor", declara ele. "Eles nos ensinaram a estuprar, roubar e matar. Por exemplo, eles roubaram nossa literatura, e a ensinou de volta para nós de uma maneira diferente, de modo a se infiltrar em nossas mentes com tolice e outros equívocos. Agora nós, como homens negros não nos vemos como príncipes e profetas, mas como punks e caras. Nossas mulheres não se vêem como rainhas, princesas ou imperatrizes mais, mas como meretrizes e concubinas." A única solução, como Bob Marley defendia, é  se emancipar da escravidão mental.


"Ao longo dos anos Eu e Eu como uma nação e um povo, eles não ensinam realmente nada para Eu e Eu, sobre a negritude de Eu e Eu. Você sabe o que eu quero dizer? Eles ensinam Eu e Eu a filosofia europeia. Então, Eu e Eu e alguns outros jovens temos uma chance de emergir agora, fizemos determinadas questões e pedimos certas coisas. Porque sabemos falar em um instituto, ou em uma faculdade, ou em uma determinada organização, e precisamos ter um currículo etíope, temos a coisa do homem negro. Nós precisamos saber sobre nós mesmo. Porque o Profeta Marcus Garvey dizia, uma nação sem nenhum conhecimento de si próprio, e sem história é como uma árvore sem raizes. E você está pronto? Se você não sabe de onde você está vindo, você não vai saber para onde você você está indo."
 
Mesmo que ele eleva a raça negra, Capleton sempre faz questão de esclarecer que ele não pretende alienar qualquer raça. "Não estamos sendo uma estrela racial nem preconceituosa", diz ele. "Porque sabemos que Jah é para todos. Mas onde a história se profetiza em causa, e esse é o nosso testemunho, e temos de ser nós mesmos, e não podemos esconder da verdade. Porque podemos ser um traidor e uma traição para nós mesmos. E você não pode vender a si mesmo."
 
Logo depois veio a música "Tour", um estado de ardência do relato no dancehall escrito nas semanas após o assassinato de Panhead e Dirtsman, dois artistas amigos de Capleton. Essa música não só se tornou um hino do renascimento das raízes dentro do dancehall, mas um hip hop remix,  chegando a ser hit nas paradas da Billboard, abrindo um enorme novo público às mensagens de justiça ditas por Capleton.
 
COMPRAR CAPLETON - I TESTAMENT @ FYASHOP
E se seguiu uma relação com a  Def Jam, que lançou dois álbuns de Capleton, Prophecy e I-Testament, que contou com colaborações memoráveis ​​com estrelas do rap como Method Man e Q-Tip. Ambos os álbuns foram calorosamente aceitos pelo público internacional, mas como o milênio se aproximava do fim, Capleton sentiu que era o momento de regressar ao seu público principal. Ele tinha trabalho a fazer. "Eu tenho que ser eu mesmo, certo? E eu só posso ser Eu", ele argumenta. "Então, do jeito que faço me faz ser eu, eu trabalho com isso. Você entende."
Capleton está agora no auge de seus poderes. Em 1999 e 2000 trouxe uma pancada tocando incessantemente nos sistemas de som, e ficando nos tops das listas de dancehall com o hino anti-violência "Jah Jah City" e "Good In Her Clothes", uma mensagem de respeito pelas irmãs que se vestem como Imperatrizes. Mas mesmo antes dele completar a sua missão de elevação, Capleton terá muitos críticos. Seus maiores sucessos, na verdade, são os destinados aos pessimistas na imprensa e as torres de marfim de poder. "Os críticos não vão me deixar sozinho", diz o Profeta. "Eles dizem que não podem controlar o fogo nós colocamos em Roma."

Muitas das canções de Capleton "e a maioria de seus críticos" fazer menção a este fogo ardente.
Capleton espera esclarecer a confusão uma vez por todas. "Não é realmente um fogo físico. É realmente um fogo espiritual, é um fogo lírico, é um fogo musical. Você vê o fogo é tudo sobre a vivencia. Mas é que as pessoas se prendem sobre o termo errado. As pessoas ficam confusas. Então quando um homem diz "mais fogo', eles pensam que isso significa dizer que você vai incendiar o campo de cana ou ir incendiar uma igreja." Fogo; Capleton explica, é uma forma de lembrar os irmãos que eles vão ser extraviados. "Dessa forma, um homem sabe dizer que está fazendo algo errado. Que mesmo dando o desejo de saber dizer; Yo! Preste atenção sobre si mesmo. O que você está fazendo não é certo, ou então ele não diria 'Fogo Nisso', ou 'Queima Isso', ou 'Mais Fogo.' Nós vamos conferir na volta agora", continua ele; "O fogo é para a purificação da terra, de qualquer forma você pode conferir. Essa própria terra tem que sair do fogo literal também, existe a atividade vulcânica, temos uma luta lírica da lava. O elemento mais quente para nos levantar de manhã é o sol. A limpeza da água, mas ainda é o fogo que queima a água, queima as bactérias para que a água, que pode curar e limpar. A erva cura, mas ainda é o fogo que queima a erva, assim a erva poderia te a cura para nós também."

Por Rob Kenner - Artigo original publicado @ http://capletonmusic.com/news/bio/


  Twitter   https://www.instagram.com/fyadub_fyashop/   http://www.youtube.com/fyadub  http://www.discogs.com/seller/fyashop/profile   http://fyadub.blogspot.com.br/p/fyashop-teste_22.html   fyadub@yahoo.com.br
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI NO SITE

DISQUS NO FYADUB | FYASHOP

O FYADUB | FYASHOP disponibiliza este espaço para comentários e discussões das publicações apresentadas neste espaço. Por favor respeite e siga o bom senso para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas... PS. DEUS ESTÁ VENDO!